• Raul Tabajara

Qual a função de um Bibelô?



Você já reparou que tudo o que a gente aprendeu foi através de uma história? Alguém chegou pra você e disse “se você pega uma maçã e eu te dou outra, com quantas maçãs você fica?” É uma história. Pequena, mas uma história. Se alguém fala “opa, o que é isso na sua mão” o que você vai fazer? Contar uma história.

Até pra mim mesmo eu conto uma história. Eu penso “como será ganhar 50 milhões na loteria?” e fico contando uma história pra mim mesmo.

Será que tudo o que aprendemos e o que achamos que somos não passan de histórias que a gente conta?

Olha que interessante: a gente conta história sem perceber que conta! Por exemplo a roupa que você está vestindo agora. Ela estar em você é contar uma história. Um dia você entrou numa loja, achou ela bonita, ou alguém olhou pra ela e pensou em te dar de presente. É a camiseta de uma banda, de um desenho animado ou uma roupa social sem estampa. Eu posso extrair uma história dela, mesmo sem você contar... que algum dia a banda te fez feliz, que você queria ser como esse super herói ou que vc está voltando do trabalho e aquela mancha de tomate me conta a história do que você comeu hoje (ou ontem, ou algum dia, dependendo do estado da mancha).

E da mesma forma que eu conto uma história só de ver sua roupa, você pode chegar no meu estúdio e perceber em cima da estante tem uma caveira, com formato de chave, feita de bronze. Se você viu o filme “Os Goonies” vai reconhecer facilmente a chave do poço, que estava no pescoço do Chester Coperford.

E porque eu tenho ela lá?

Bom, eu posso contar essa história: Quando eu tinha 8 anos eu vi esse filme no cinema. Fiquei fissurado pela história e pelos efeitos especiais. Eu queria entrar numa caverna e passar por armadilhas. Esse filme moldou uma parte de mim, a parte que diz a todo instante “eu quero trabalhar com isso, com desenho, cinema, animação... e contar histórias!

Se você olhar o resto do meu estúdio você vai perceber que eu coloquei nas paredes, no armário, em cada parte dele, coisas que eu gosto. Que fizeram parte da minha história. Então, olha que legal: a forma que eu organizo o meu estúdio, o meu quarto, a minha sala, é uma história de mim que eu estou contando! Eu não falo. Ela não é linear. Mas cada ponto é uma parte da minha história. Você pode entrar no meu quarto e me conhecer. Fácil.

E essa é a essência daquilo que me faz querer ter brinquedos, estátuas, pôsteres e outros enfeites no meu ambiente. Eu quero que ele seja uma extensão de mim mesmo. Então, ele tem que contar a minha história!

Um teórico da comunicação, Marshall Mcluhan deu um exemplo bem fácil de entender sobre “extensão de nós mesmos”. basta pensar que você está dirigindo um carro, você para no farol, mas o carro atrás não consegue frear tão rápido, e dá uma pequena batida, o que você diz?

“Droga, ele bateu EM MIM” ou você diz

“Ele bateu no meu carro?”.

Duvido que quando você está jogando videogame você diz “droga, meu personagem morreu”... você faz “POUTS, MORRI!”

Antes dele um cara chamado Charles Pierce disse que uma pomba pode ser o que ela é “um animal com penas que voa”, mas se um bicho desse entrar na cozinha da minha mãe vai ser sinal de que “a cozinha não está limpa o suficiente” e só isso já demostra que nós trabalhamos não só com os fatos, mas com as histórias que ficam gravadas na nossa cabeça e que podem dar um outro sentido a aquilo que vemos. Usamos isso para nos guiar em todas as situações. As histórias previamente gravadas na minha cabeça me influenciam sobre as decisões e sobre o que eu penso das coisas que surgem pra mim “essa fumaça aí está preta… melhor desligar esse aparelho. A história na minha cabeça me diz que fumaça preta SIGNIFICA algo ruim!”.

Então eu não quero só contar minha história, mas eu quero que minha história fique gravada em algum lugar e que isso signifique alguma coisa.

Então comprar um boneco toyart, um bibelô, um poster, uma quadro, pra colocar no seu quarto não é inútil. Muito pelo contrário!

Um martelo é uma ferramenta para se pregar algo. Um bibelô, um toyart um poster, é uma ferramenta para você montar a sua história e dar mais significado a sua vida!


Quer conhecer os Karikos? Clica na imagem!



20 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo